CBN - A rádio que toca notícia

PROGRAMA

Governo Bolsonaro fracassou e vai chamar médicos cubanos para o Mais Médicos

De acordo com a publicação, a estimativa é de que 2 mil dos 8 mil profissionais que vieram para o Brasil permaneceram aqui depois do fim do acordo, muitos na esperança de serem readmitidos no SUS

10/07/19, 06:28

R
eportagem de Lígia Formenti no Estado de S.Paulo informa que o governo federal pretende editar em agosto uma medida provisória alterando o Programa Mais Médicos e reincorporando profissionais cubanos. Eles tiveram de sair do programa com o rompimento do acordo de colaboração entre Brasil e Cuba, mas a ideia é que voltem a trabalhar na atenção básica do Sistema Único de Saúde (SUS) por um período de dois anos. Terminado esse prazo, precisarão revalidar o diploma.

De acordo com a publicação, a estimativa é de que 2 mil dos 8 mil profissionais que vieram para o Brasil permaneceram aqui depois do fim do acordo, muitos na esperança de serem readmitidos no SUS. Cerca de 700 médicos têm a situação regularizada, porque se casaram com brasileiros. Somente os cubanos que trabalharam no Mais Médicos e permaneceram no País teriam direito à reincorporação, por meio de um credenciamento. O esboço da nova proposta deverá ser apresentado a parlamentares esta semana. O cronograma prevê também conversas com secretários estaduais e municipais de Saúde. A meta é ter um projeto bem definido, que não dê margem a desgastes e tenha uma tramitação rápida no Congresso Nacional. Embora boa parte da proposta já esteja alinhavada, há ainda alguns pontos a ser definidos. Entre eles está o novo nome do programa. A avaliação no governo é de que o Mais Médicos se transformou em uma marca do governo de Dilma Rousseff.
 
A iniciativa foi lançada em 2013, como uma resposta às manifestações de rua daquele ano e também a reivindicações feitas por prefeitos. Eles reclamavam da dificuldade em manter profissionais atuando em regiões distantes. Além da garantia do posto preenchido, o programa trazia outro benefício para os gestores: o alívio orçamentário. Os salários dos profissionais eram pagos integralmente pelo governo federal. Cabia às prefeituras arcar com as despesas de moradia e alimentação do profissional. O rompimento do acordo de cooperação, em novembro, foi uma iniciativa de Cuba, mas em resposta às críticas feitas pelo então presidente eleito Jair Bolsonaro. O presidente chegou a comparar os profissionais que vinham atuar no País a escravos. No programa de governo apresentado durante as eleições, o então candidato afirmava que encontraria uma solução para os profissionais, a quem chamou de “irmãos”, completa o Estadão.
 
Fonte: JL/DCM
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
15/10/19, 19:27 | POLÍTICA - Braço direito dos Bolsonaros em SP é acusado de pegar salário dos assessores para 'rachadinha'
15/10/19, 14:03 | POLÍTICA - LULA: 'Bolsonaro está dando autorização para vender o Brasil'
15/10/19, 14:00 | POLÍTICA - STF investiga rede de fake news pró-Bolsonaro e ataques à corte
15/10/19, 12:32 | DESASTRE - Prédio residencial desaba em bairro de classe média de Fortaleza
15/10/19, 12:28 | OPINIÃO PÚBLICA - Maioria acredita que Lava Jato cometeu excessos, aponta pesquisa do mercado
15/10/19, 12:23 | POLÍTICA - Arminio Fraga: impeachment de Dilma e prisão de Lula foram retrocessos democráticos
15/10/19, 12:10 | EDUCAÇÃO - Dia do Professor: Educação enfrenta ameaças conservadoras e corte de verbas em governo Bolsonaro
15/10/19, 08:24 | EDUCAÇÃO - Cerca de 200 alunas participam do 1ª Torneio Meninas na Matemática
15/10/19, 08:20 | ESPORTE - Seleção brasileira encerra o ano enfrentando Argentina e Coreia do Sul
15/10/19, 08:14 | EDUCAÇÃO - Professores incentivam e alunos se tornam medalhistas em olimpíadas
15/10/19, 07:22 | CRIME ELEITORAL - PF faz buscas no PSL de Bolsonaro na investigação sobre laranjas na eleição
14/10/19, 19:52 | POLÊMICA - 'Não somos justiceiros', diz ministro do Supremo sobre prisão após condenação em 2ª instância
14/10/19, 15:57 | JULGAMENTO - STF vai julgar fim da prisão em segunda instância nesta quinta
14/10/19, 15:43 | JUDICIÁRIO - Ministro Celso de Mello nega HC que tentava derrubar o site The Intercept
14/10/19, 14:47 | CONFUSÃO - Deputados que devem ser expulsos do PSL esperam Bolsonaro
14/10/19, 14:41 | POLÍTICA - PSDB diz que Weintraub é a “doença terminal da Educação no Brasil”
14/10/19, 14:36 | POLÍTICA - Crise entre Bolsonaro e PSL fortalece Maia e o Congresso
14/10/19, 13:35 | ESPORTE - Invicto, Brasil chega ao tri na Copa do Mundo de Vôlei Masculino
14/10/19, 13:30 | JUSTIÇA - Supremo julga na quinta ações sobre prisão após segunda instância
14/10/19, 13:23 | VIOLÊNCIA - Homicídios e outros oito crimes violentos caem no 1º semestre
14/10/19, 12:12 | POLÍTICA - Major Olímpio pede para Bolsonaro internar Carluxo numa clínica psiquiátrica e ameaça ir à Justiça
14/10/19, 12:00 | POLÍTICA - Ato reúne milhares na Av. Paulista: ‘Defesa da liberdade de Lula é a defesa da democracia’
14/10/19, 11:56 | MEIO AMBIENTE - Justiça responsabiliza governo federal por derrame de óleo no Nordeste
14/10/19, 11:49 | POLÍTICA - Notas fiscais provam caixa 2 para a campanha de Bolsonaro e do PSL
14/10/19, 11:45 | INVESTIGAÇÃO - Ministro manda investigar relação entre rede de fake news pró-Bolsonaro e ataques ao STF
14/10/19, 08:40 | ESCÂNDALO - Lava Jato usou denúncia do sítio contra Lula para distrair público de crise com Temer e Janot e proteger colegas pocuradores
13/10/19, 20:48 | POLÍTICA - Filho de Bolsonaro chama senador de 'bobo da corte', e este rebate: 'Moleque'
13/10/19, 16:06 | TRANSPARÊNCIA - Tribunais de Contas entram na mira de entidades do controle social
13/10/19, 15:45 | ESPORTE - Zagueiro Marquinhos reconhece atuação ruim da seleção em Cingapura
13/10/19, 15:41 | IGREJA - Dez mil brasileiros participam da canonização da Irmã Dulce
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site