CBN - A rádio que toca notícia

POLÍTICA

Aliados de Doria pressionam por expulsão de Aécio do PSDB

A pressão pelo desligamento de Aécio se intensificou depois que ele virou réu na Justiça Federal de São Paulo

10/07/19, 16:39

A

cúpula do PSDB ligada ao governador de São Paulo, João Doria, ameaça expulsar o deputado federal Aécio Neves (MG) se ele não pedir afastamento do partido. A pressão pelo desligamento de Aécio se intensificou depois que ele virou réu na Justiça Federal de São Paulo, na semana passada, acusado de receber propina de R$ 2 milhões do grupo J&F e tentar obstruir investigação da Lava Jato.

A maior cobrança está sendo feita pelo PSDB de São Paulo, já que o partido prevê, no curto prazo, o desgaste provocado pelo caso Aécio na campanha à reeleição do prefeito Bruno Covas. Aliados de Aécio afirmam que não há hipótese de o parlamentar mineiro se afastar ou pedir a desfiliação da legenda neste momento. Há, porém, um grupo próximo ao deputado que tenta convencê-lo a se licenciar.

O movimento que pede o afastamento de Aécio parte de dirigentes do PSDB próximos a Doria e ao presidente da legenda, Bruno Araújo (PE). Apontado com um dos possíveis candidatos à sucessão do presidente Jair Bolsonaro, em 2022, Doria disse ao Estado que o melhor seria uma saída espontânea de Aécio dos quadros do partido.

Na quinta-feira passada, o diretório paulistano do partido, presidido por Fernando Alfredo, um dos aliados de Doria, aprovou um pedido de expulsão de Aécio. A mesma pauta deverá ser levada hoje ao diretório de São Bernardo por Carla Morando, líder tucana na Assembleia Legislativa, e, depois, ao diretório estadual paulista.

De acordo com Alfredo, o pedido de expulsão de Aécio não estava na pauta da reunião do diretório municipal de São Paulo - entrou como questão de ordem a pedido de um dos presentes. "Coloquei em votação e foi aprovado por unanimidade", afirmou. Estavam presentes 68 dos 71 membros do diretório.

Ele integra um colegiado de 20 presidentes de diretórios tucanos em capitais e é responsável por levar a demanda do grupo à executiva nacional do PSDB. "Há várias manifestações de outros presidentes querendo a expulsão do Aécio. Os únicos que se posicionaram contra foram os presidentes de Belo Horizonte e do Paraná", disse.

"Na minha opinião, vai crescer esse movimento pedindo a saída dele (Aécio) do partido. A capital deu um primeiro passo", disse ao Estado o prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, membro da executiva nacional e marido de Carla. "O que a gente percebe claramente da militância é que a presença dele gera um desconforto (no partido)", afirmou.

A pressão envolvendo o deputado não é a única. Também são alvo de investida pela expulsão o ex-governador Alberto Goldman e o ex-secretário estadual Saulo de Castro. Os dois foram expulsos pelo diretório paulista por infidelidade partidária enquanto Doria disputava o governo de São Paulo, mas o diretório nacional tucano ficou de dar um desfecho final ao caso. Os dois, na época, disseram ser fiéis aos valores do partido.

Código de ética

Oficialmente, a cúpula do PSDB avalia que a manutenção de Aécio na sigla levaria ao questionamento do novo código de ética do PSDB, lançado em maio. Na prática, no entanto, há receio de que o caso envolvendo Aécio leve à derrocada dos tucanos nas eleições de 2020. O código prevê a expulsão de políticos condenados criminalmente ou que tiverem cometido infidelidade partidária. Não há, porém, punições para aqueles que estão sendo investigados, como é o caso de Aécio.

A executiva nacional informou, por meio de nota enviada ao Estado, que o código de ética do partido vai guiar a decisão do Conselho de Ética, sugerindo que o presidente nacional, Bruno Araújo, irá pautar o pedido de expulsão de Aécio.

Procurado, o diretório mineiro do PSDB se posicionou, por meio de nota, contra a remoção de Aécio do partido. "Temos plena confiança de que, assim como outros membros do partido, o deputado Aécio provará na Justiça a correção dos seus atos." Procurado pela reportagem, o deputado não quis se manifestar sobre o assunto.

Saída espontânea

Em Cambridge, na Inglaterra, onde está para encontro com investidores, o governador João Doria afirmou ao Estadão/Broadcast que "o melhor para o partido seria uma saída espontânea" do deputado Aécio Neves, o que evitaria a necessidade de expulsão. Segundo ele, seria uma "marca muito dura" para a trajetória de qualquer político. Doria disse ainda que o partido "não vai virar as costas" para a sua história, mas precisa olhar para o futuro.

"Estamos na fase do novo PSDB, sob a direção do ex-deputado Bruno Araújo. O novo PSDB não apaga e nem desconsidera o valor de sua história. O PSDB não vai mais viver da história, vai fazer história", afirmou. "Para fazer história, é preciso liderar a história. E liderar é tomar posições, e não adiar decisões, que foi um pouco o que o PSDB fez nos últimos anos."

Sobre possíveis efeitos para o partido nas eleições do próximo ano, o governador afirmou que existe um "mal-estar". "Manter a filiação diante de fatos aparentemente graves provoca em vários setores do PSDB um mal-estar. E diante da perspectiva das eleições, esse mal-estar vai crescer."

O afastamento, para ele, seria a forma mais "clara, transparente, equilibrada e serena" de conduzir o processo. "Esta é uma solução política e eticamente adequada, mas é uma decisão que compete a ambos. Mas se não adotarem, o PSDB vai adotar."
 
Fonte: JL/Estadão
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
15/10/19, 19:27 | POLÍTICA - Braço direito dos Bolsonaros em SP é acusado de pegar salário dos assessores para 'rachadinha'
15/10/19, 14:03 | POLÍTICA - LULA: 'Bolsonaro está dando autorização para vender o Brasil'
15/10/19, 14:00 | POLÍTICA - STF investiga rede de fake news pró-Bolsonaro e ataques à corte
15/10/19, 12:32 | DESASTRE - Prédio residencial desaba em bairro de classe média de Fortaleza
15/10/19, 12:28 | OPINIÃO PÚBLICA - Maioria acredita que Lava Jato cometeu excessos, aponta pesquisa do mercado
15/10/19, 12:23 | POLÍTICA - Arminio Fraga: impeachment de Dilma e prisão de Lula foram retrocessos democráticos
15/10/19, 12:10 | EDUCAÇÃO - Dia do Professor: Educação enfrenta ameaças conservadoras e corte de verbas em governo Bolsonaro
15/10/19, 08:24 | EDUCAÇÃO - Cerca de 200 alunas participam do 1ª Torneio Meninas na Matemática
15/10/19, 08:20 | ESPORTE - Seleção brasileira encerra o ano enfrentando Argentina e Coreia do Sul
15/10/19, 08:14 | EDUCAÇÃO - Professores incentivam e alunos se tornam medalhistas em olimpíadas
15/10/19, 07:22 | CRIME ELEITORAL - PF faz buscas no PSL de Bolsonaro na investigação sobre laranjas na eleição
14/10/19, 19:52 | POLÊMICA - 'Não somos justiceiros', diz ministro do Supremo sobre prisão após condenação em 2ª instância
14/10/19, 15:57 | JULGAMENTO - STF vai julgar fim da prisão em segunda instância nesta quinta
14/10/19, 15:43 | JUDICIÁRIO - Ministro Celso de Mello nega HC que tentava derrubar o site The Intercept
14/10/19, 14:47 | CONFUSÃO - Deputados que devem ser expulsos do PSL esperam Bolsonaro
14/10/19, 14:41 | POLÍTICA - PSDB diz que Weintraub é a “doença terminal da Educação no Brasil”
14/10/19, 14:36 | POLÍTICA - Crise entre Bolsonaro e PSL fortalece Maia e o Congresso
14/10/19, 13:35 | ESPORTE - Invicto, Brasil chega ao tri na Copa do Mundo de Vôlei Masculino
14/10/19, 13:30 | JUSTIÇA - Supremo julga na quinta ações sobre prisão após segunda instância
14/10/19, 13:23 | VIOLÊNCIA - Homicídios e outros oito crimes violentos caem no 1º semestre
14/10/19, 12:12 | POLÍTICA - Major Olímpio pede para Bolsonaro internar Carluxo numa clínica psiquiátrica e ameaça ir à Justiça
14/10/19, 12:00 | POLÍTICA - Ato reúne milhares na Av. Paulista: ‘Defesa da liberdade de Lula é a defesa da democracia’
14/10/19, 11:56 | MEIO AMBIENTE - Justiça responsabiliza governo federal por derrame de óleo no Nordeste
14/10/19, 11:49 | POLÍTICA - Notas fiscais provam caixa 2 para a campanha de Bolsonaro e do PSL
14/10/19, 11:45 | INVESTIGAÇÃO - Ministro manda investigar relação entre rede de fake news pró-Bolsonaro e ataques ao STF
14/10/19, 08:40 | ESCÂNDALO - Lava Jato usou denúncia do sítio contra Lula para distrair público de crise com Temer e Janot e proteger colegas pocuradores
13/10/19, 20:48 | POLÍTICA - Filho de Bolsonaro chama senador de 'bobo da corte', e este rebate: 'Moleque'
13/10/19, 16:06 | TRANSPARÊNCIA - Tribunais de Contas entram na mira de entidades do controle social
13/10/19, 15:45 | ESPORTE - Zagueiro Marquinhos reconhece atuação ruim da seleção em Cingapura
13/10/19, 15:41 | IGREJA - Dez mil brasileiros participam da canonização da Irmã Dulce
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site