CBN - A rádio que toca notícia

DIREITOS HUMANOS

Mais de 821 milhões de pessoas no mundo passaram fome em 2018

Subalimentação atinge 2,5% da população no Brasil, diz ONU

16/07/19, 14:01
 
R
elatório da Orgnização das Nações Unidas (ONU) revela que uma pessoa a cada 10, na população de todo o planeta, passou fome no ano passado. O número totaliza 821,6 milhões de pessoas. Se consideradaa pessoas em condição “moderada” de insegurança alimentar, o total chega a 2 bilhões ou 26,4% da população mundial

Conforme o documento Estado da Insegurança Alimentar e Nutricional no Mundo, desde 2015, a taxa de prevalência de desnutrição em todo mundo parou de cair e manteve-se em 11%. “A prevalência da insegurança alimentar moderada ou grave é baseada na escala de experiência de insegurança alimentar. Esse indicador vai além da fome e fornece uma estimativa do número de pessoas sem acesso estável a alimentos nutritivos e suficientes durante todo o ano”, diz o relatório.

O estudo destaca a gravidade da situação infantil. É o caso dos 20,5 milhões de bebês que nasceram abaixo do peso (um em cada sete nascidos); dos 148,9 milhões de crianças menores de 5 anos com estatura baixa para a idade (21,9%); e dos 49,5 milhões menores de 5 anos com peso baixo em relação à altura (7,3%).

Continentes

Segundo o relatório, no ano passado, a Ásia (especialmente o sul do continente) teve o maior número absoluto de pessoas com fome: 513,9 milhões no total. Na África, 256,1 milhões de indivíduos estavam nessa situação e na América Latina e no Caribe, 42,5 milhões.

Em termos proporcionais, a situação é mais grave no lado oriental da África, onde uma de cada três pessoas (30,8%) está subnutrida. A ONU aponta como causas os conflitos locais, fenômenos climáticos e a retração econômica.  

“Juntos, a África e a Ásia têm a maior parcela de todas as formas de desnutrição, sendo responsáveis por mais de nove entre 10 crianças com atraso no crescimento e mais de nove entre 10 crianças com debilitação em todo o mundo”, assinala a nota da ONU.

Lusófonos

Apesar de identificar fome, a nota da ONU faz destaque positivo entre os países lusófonos (falantes da língua portuguesa), em especial do Brasil.

“Nos últimos 12 anos, vamos dizer, a prevalência da subalimentação em Angola caiu pela metade, de 55% para 25% da população e em Moçambique também, a prevalência da subalimentação caiu no mesmo período, de 37% para 28%. Ou seja, em ambos os países, a tendência é positiva, porém, a situação continua preocupante.  Em Cabo Verde e no Brasil, a situação é melhor. Em Cabo Verde, a fome atingiu 13% da população e menos de 2,5% da população no Brasil”, descreve o relatório.

O documento foi lançado por cinco agências da ONU: a Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO); a Organização Mundial da Saúde (OMS); a Agência da ONU para Refugiados (Acnur); o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef); o Programa Mundial de Alimentação (PMA; e o Escritório das Nações Unidas de Assistência Humanitária (Ocha).

Além dos problemas de fome e desnutrição, o relatório da ONU aponta para o problema de obesidade. “Em 2018, a estimativa é de que 40 milhões de crianças menores de 5 anos estavam acima do peso”, diz a nota da ONU.
 
Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
15/12/19, 12:57 | CRIME - Nova denúncia sobre morte de Marielle deve atingir clã Bolsonaro
15/12/19, 10:21 | DECISÃO - Fachin vota pela suspensão de medida provisória que extingue o DPVAT
15/12/19, 10:11 | PESQUISA - Seis em cada dez moradores do Rio não votariam em candidato a prefeito apoiado por Bolsonaro
15/12/19, 10:08 | POLÍTICA - Bolsonaro faz um governo ruim ou péssimo na opinião de 41% dos moradores do Rio
15/12/19, 09:39 | CRIME - Apresentador Silvio Santos vai responder por crime de racismo
15/12/19, 08:54 | ESPORTE - Al Hilal vence e avança à semifinal contra o Fla no Mundial de Clubes
13/12/19, 19:05 | ESPORTE - Flamengo parte em busca do bicampeonato do Mundial de Clubes
13/12/19, 14:02 | ECONOMIA - Saque complementar do FGTS será liberado no próximo dia 20
13/12/19, 13:57 | INTERNACIONAL - Reunião mundial debate proposta do Papa Francisco por ‘economia que dá vida e não mata’
13/12/19, 13:37 | ECONOMIA - Deputado que votou e apoia Bolsonaro quer acabar com o 13º salário
13/12/19, 12:56 | OPINIÃO PÚBLICA - 33% desaprovam política de Bolsonaro para a educação, diz pesquisa
13/12/19, 12:53 | INVESTIGAÇÃO - Sem ninguém perguntar, Bolsonaro diz que ‘outras armações’ sobre caso Marielle virão
13/12/19, 12:18 | POLÍTICA - Ismar Marques coloca nas mãos do povo candidatura a prefeito de Luzilândia
13/12/19, 12:04 | POLÍTICA - Ismar Marques denuncia prefeito que constrói prédio através de ‘laranja’
12/12/19, 19:53 | CRIME - Especialistas pedem responsabilização civil por discurso de ódio da internet
12/12/19, 19:37 | ECONOMIA - Produção de ovos bate recorde e carne ‘some do prato’ do brasileiro
12/12/19, 19:30 | ECONOMIA - Bolsonaro veta distribuição total de lucro do FGTS para trabalhadores
12/12/19, 19:27 | PESQUISA - DataSenado: Redes sociais influenciam voto de 45% da população
12/12/19, 15:18 | ECONOMIA - Setor prevê fechar 2019 com aumento da produção de carne de frango
12/12/19, 14:52 | ARTIGO - “A Pirralha” e “O Pivete”
12/12/19, 14:40 | ECONOMIA - Bolsonaro sanciona lei que aumenta limite do saque imediato do FGTS
12/12/19, 14:30 | POLÍTICA - STF piorou percepção sobre corrupção com decisão sobre 2ª Instância, diz Moro
12/12/19, 12:48 | POLÍTICA - Fernanda Montenegro sobre governo Bolsonaro: “Se eles pudessem, estaríamos todos num paredão”
12/12/19, 10:20 | INTERNACIONAL - Principal porto francês de contêineres é bloqueado durante protesto
12/12/19, 10:17 | ECONOMIA - Volume de serviços tem crescimento de 0,8% em outubro, diz IBGE
12/12/19, 10:15 | CRISE - Produção de ovos de galinha bate novo recorde no país, diz IBGE
12/12/19, 09:46 | ESTUDO - PUC-MG: Pobreza no Brasil é mais grave em famílias com crianças
12/12/19, 09:40 | SAÚDE - Anvisa encontra resíduos de veneno ‘chumbinho’ na comida do brasileiro
12/12/19, 09:28 | INTERNACIONAL - COP25: Sociedade civil pede ajuda internacional para a Amazônia
12/12/19, 08:32 | POLÍTICA - Brasil é destaque no relatório de entidade internacional que monitora perseguição a estudantes e pesquisadores de universidades
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site