CBN - A rádio que toca notícia

JUSTIÇA

Supremo julga na quinta ações sobre prisão após segunda instância

A questão gira em torno de saber até onde vigora a presunção de inocência prevista na Constituição, se até a condenação em segunda instância ou se até o chamado trânsito em julgado, quando não cabem mais recursos sequer nos tribunais superiores, em Brasília

14/10/19, 13:30

O
presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, confirmou que o plenário da Corte irá julgar o cumprimento de pena após condenação em segunda instância da Justiça na sessão da próxima quinta-feira (17).

Toffoli já havia dito a jornalistas que marcaria o julgamento as três Ações Declaratórias de Constitucionalidade (ADC´s) sobre o assunto com pouco tempo de antecedência, alegando questões de segurança, uma vez que o tema atrai grande atenção por ter o potencial de afetar a situação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, hoje preso em Curitiba.

A questão gira em torno de saber até onde vigora a presunção de inocência prevista na Constituição, se até a condenação em segunda instância ou se até o chamado trânsito em julgado, quando não cabem mais recursos sequer nos tribunais superiores, em Brasília.

O assunto é polêmico dentro do próprio Supremo, onde já foi levado ao menos quatro vezes a plenário desde 2016 sem que, entretanto, houvesse um posicionamento definitivo. Há mais de um ano o relator das ADC´s, ministro Marco Aurélio Mello, pressiona para que as ações sejam incluídas em pauta.

Em dezembro de 2018, Marco Aurélio chegou a conceder uma liminar (decisão provisória) determinando a soltura de todos os condenados em segunda instância que se encontrassem presos, entre eles Lula e possivelmente outras 130 mil pessoas, segundo estimativas do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Recentemente, o ministro Ricardo Lewandowski enviou para o plenário 80 processos, incluindo diversos habeas corpus, sobre o assunto, numa tentativa de também forçar o julgamento das ADC´s.

Além de Lewandowski e Marco Aurélio, também o decano, ministro Celso de Mello, se posiciona claramente contra o cumprimento de pena após a segunda instância, por considerar que a presunção de inocência não pode ser relativizada, devendo-se aguardar assim todo o trânsito em julgado da sentença condenatória para que alguém possa ser considerado culpado.

Na corrente contrária, ministros como Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso, Luiz Fux, Cármen Lúcia e Edson Fachin, relator da Lava Jato no Supremo, posicionam-se a favor da prisão após segunda instância, por considerar que a presunção de inocência perdura somente até a segunda condenação, uma vez que dali em diante, nos tribunais superiores, não se volta a examinar provas, mas somente se analisa eventuais nulidades processuais.

Ministros como Gilmar Mendes, Dias Toffoli e Rosa Weber mostraram-se, no passado, mais flexíveis, tendo votado em diferentes direções ao longo do tempo ou sugerido vias intermediárias, em que seria preciso aguardar, por exemplo, o julgamento da condenação no Superior Tribunal de Justiça (STJ), tida como terceira instância, para que um condenado pudesse começar a cumprir pena.


Fonte: JL/Agência Brasil
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
12/07/20, 19:58 | POLÍTICA - Facebook estuda a proibição de anúncios políticos durante a campanha eleitoral de 2020
12/07/20, 18:43 | DECISÃO - CARIOCA: Flamengo vence 1º jogo da final contra o Fluminense
12/07/20, 18:39 | PANDEMIA - Público de vaquejada em Teresina (PI) foge com a chegada da PM
12/07/20, 18:22 | ENTREVISTA - Coronel da PM de São Paulo diz: Bolsonaro é "o maior erro histórico"
12/07/20, 15:28 | POLÍTICA - Com apenas 3% das assinaturas necessárias, Aliança pelo Brasil tentou filiar mortos e eleitores falsos
12/07/20, 15:15 | POLÍTICA - ‘Lava Jato teme pelo que fez no sábado à noite’, diz Gilmar Mendes
12/07/20, 15:11 | POLÍTICA - “Não estamos à venda”: Lideranças do PSL rejeitam tentativa de reaproximação de Bolsonaro
12/07/20, 14:51 | POLÍTICA - Gilmar Mendes diz que militares decidiram se associar ao genocídio do povo brasileiro
12/07/20, 13:28 | POLÍTICA - Senador ameaça sair do PSL caso partido se reaproxime de Bolsonaro
12/07/20, 13:18 | POLÍTICA - Requião: Empresas privatizadas serão reestatizadas sem indenização
12/07/20, 13:15 | PANDEMIA - 1º condenado da Lava Jato e vítima de Covid-19 morre na prisão
11/07/20, 19:03 | POLÍTICA - Ex-prefeitos escondem patrimônio para não devolver dinheiro aos cofres públicos
11/07/20, 19:01 | POLÍTICA - Ministro do TCU manda suspender publicidade do governo em sites que divulguem atividade ilegal
11/07/20, 17:33 | PANDEMIA - Prefeito de Teresina decreta luto oficial após Teresina registrar mais de 500 mortes por Covid-19
11/07/20, 17:31 | PANDEMIA - Decreto autoriza funcionamento de novos serviços a partir de segunda-feira, 13, no Piauí
11/07/20, 16:13 | MEIO AMBIENTE - Amazônia perdeu área equivalente ao dobro da cidade de São Paulo no 1º semestre
11/07/20, 15:53 | PESQUISA - 51% dos brasileiros sentem alguma insegurança para frequentar locais públicos
11/07/20, 15:42 | POLÍTICA - Jair Bolsonaro acaba quando acabarem as fake news, diz especialista
11/07/20, 15:27 | POLÊMICA - Médica Nise Yamaguchi é afastada do Albert Einstein por defender cloroquina contra Covid-19
11/07/20, 15:22 | ENTREVISTA - 'Não é culpa do Supremo que o mundo hoje olha para o Brasil atônito como tratamos a pandemia', critica Barroso
11/07/20, 15:17 | PESQUISA - 6 em cada 10 brasileiros ainda estão 'muito preocupados' com pandemia
11/07/20, 14:43 | IMPROBIDADE - Ex-prefeito de Luzilândia terá que devolver mais R$ 650 mil reais por desvio de recursos públicos federais
11/07/20, 05:35 | INVESTIGAÇÃO - Moro espionava PGR para salvar a pele de Dallagnol e da Lava Jato, diz Revista Veja
10/07/20, 16:57 | POLÍTICA - Ex-capitao do Bope diz que Queiroz é “homem do Jair”
10/07/20, 16:48 | PREVIDÊNCIA - Aposentados e pensionistas não precisam provar que estão vivos até setembro
10/07/20, 16:41 | POLÍTICA - Eduardo Bolsonaro disse em 2017 que ladrão amigo do rei vai para prisão domiciliar
10/07/20, 16:24 | EDUCAÇÃO - Secretários de Educação repudiam nomeações de Bolsonaro para o Conselho Nacional do setor
10/07/20, 16:19 | INVESTIGAÇÃO - Aras prepara equipes que serão enviadas para devassa na Lava Jato
10/07/20, 16:12 | POLÍTICA - VÍDEO: “Viva o coronavírus”, diz vereador bolsonarísta de GO em festa junina com aglomeração
10/07/20, 14:24 | POLÍTICA - Bolsonaro e filhos mentem sobre decisão do Facebook
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site