CBN - A rádio que toca notícia

POLÍTICA

Nas Eleições 2020, 67 congressistas estão na disputa por vaga

Ao todo, 63 deputados e 2 senadores concorrem a pleitos municipais. Dois parlamentares brigam por vaga suplementar no Senado por MT

27/09/20, 11:30

A
propaganda eleitoral das Eleições 2020 está permitida a partir deste domingo (27/9), quando os candidatos já podem aparecer na televisão, na internet e em santinhos. Alguns rostos da corrida deste ano, entretanto, já são conhecidos: ao menos, 65 parlamentares – 63 deputados federais e dois senadores – devem disputar as eleições municipais, que, em virtude da pandemia da Covid-19, foram adiadas para 15 de novembro, o primeiro turno, e 29 de novembro, o segundo turno. É o menor índice das últimas duas décadas.

Dessa lista, 18 são mulheres. Além disso, um senador e um deputado federal disputam a eleição suplementar ao Senado por Mato Grosso, totalizando 67 parlamentares candidatos (confira o quadro abaixo).

Até o fim do prazo para registro de candidatura no Tribunal Superior Eleitoral (TSE), nesse sábado (26/9), 63 parlamentares já haviam confirmado a participação, enquanto quatro deles estavam pendentes. Contudo, o órgão segue processando as informações.

A expectativa inicial levantada pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (DIAP) de que a eleição de 2020 poderia ter presença recorde de parlamentares não se confirmou. Nesta disputa, a quantidade de políticos postulantes é menor do que a de 2016, quando 83 se candidataram, e a de 1992, com 88 na corrida.

Partidos

Com 10 candidatos, o PT é a legenda com mais parlamentares nos pleitos municipais, seguido do PSL, com seis congressistas. Republicanos, PSD e PSB, com cinco, cada. PSol, PSDB, PROS e Podemos terão quatro deputados, cada, na disputa.

Tradicionalmente conhecido por lançar muitos parlamentares como candidatos, MDB conta apenas com três postulantes.

Mulheres

Ao todo, 18 dos 67 parlamentares que vão disputar as eleições municipais são mulheres – isso corresponde a 26% dos congressistas. Esse percentual é maior do que os 15% de representação feminina no Parlamento.

Com quatro candidatas, o PT é a sigla com maior número de mulheres no pleito. PSol e PP vêm em seguida, com três e duas, respectivamente.

Com exceção das deputadas Luiza Erundina (PSol), que pretende ser vice em São Paulo, e Edna Henrique (PSDB-PB), também na corrida para vice, em Monteiro, as demais são postulantes ao cargo de prefeita.

Erundina, aliás, disputa a prefeitura da capital paulista com a deputada Joice Hasselmann (PSL-SP). Outro embate de candidatas ocorre no Rio de Janeiro, entre Benedita da Silva (PT-RJ) e Clarissa Garotinho (PROS-RJ).

Cidades

A cidade de São Paulo é a capital que reúne a maior quantidade de parlamentares na corrida eleitoral – são cinco, ao todo. Além de Joice e Erundina, estão na disputa os deputados Celso Russomano (Republicanos-SP), Orlando Silva (PCdoB-SP) e Carlos Zarattini (PT-SP), este último como vice-prefeito.

Em seguida, aparecem Belém, com outros quatro – Cássio Andrade (PSB-PA), Edmilson Rodrigues (PSol-PA), Vavá Martins (Republicanos-PA) e José Priante (MDB-PA) –, e o Rio de Janeiro, com três deputados postulantes – Luiz Lima (PSL-RJ), Benedita da Silva e Clarissa Garotinho.

O Recife terá disputa emblemática. Os dois deputados na corrida – João Campos (PSB-PE) e Marília Arraes (PT-PE) – são da mesma família, porém adversários políticos.

Senadores

Apenas dois dos 81 senadores vão disputar as eleições municipais: Jean Paul Prates (PT-RN), candidato a prefeito em Natal, e Vanderlan Cardoso (MDB-GO), em Goiânia. O número, o mesmo de 2016, é menor do que o de participações nas demais eleições municipais das últimas duas décadas.

Tanto o petista quanto o emedebista estão no segundo ano de mandato. Cardoso foi eleito em 2018, enquanto Prates, suplente desde 2014, assumiu a vaga deixada por Fátima Bezerra (PT-RN), quando ela assumiu o Governo do Rio Grande do Norte em 2018.

Suplementar

Além de Prates e Cardoso, que disputam o pleito municipal, o senador Carlos Fávaro (PSD-MT) entrou na corrida e vai tentar a vaga suplementar no Senado destinada a políticos do estado de Mato Grosso. Terceiro colocado na eleição de 2018, Fávaro assumiu o posto deixado pela senadora cassada Juíza Selma (Podemos-MT).

O ex-senador e atual deputado federal José Medeiros (Podemos-MT) também entrou na briga pela vaga para voltar à Casa Alta.

O mandato de Selma foi cassado por caixa 2 e abuso de poder econômico após ela ter sido eleita em 2018 na esteira da onda bolsonarista. O pleito, que estava marcado para abril, acabou sendo adiado pela Justiça Eleitoral por causa da Covid-19.

Análise

Especialistas ouvidos pelo Metrópoles convergiram na avaliação de que a baixa quantidade de parlamentares na corrida deste ano é reflexo da eleição de 2018, quando 46 das 54 vagas em disputa no Senado foram ocupadas por novos senadores – o que representa renovação de 85%. Na Câmara, esse índice foi de 47% – ou seja, entre os 513 deputados, 243 são novatos.

“Aqueles que disputam eleições municipais são os que têm alto nível de concentração eleitoral em cidades. O padrão mudou: muitos parlamentares foram eleitos com perfil de tema, de nicho, de segmento, e menos regional”, pondera Felipe Nunes, cientista político da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

O cientista político Guilherme Reis, da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (Unirio), corroborou o entendimento do colega mineiro e acrescentou que “candidatos com mais facilidade e popularidade com as mídias sociais ou já estabelecidos tendem a se beneficiar” neste pleito.

Outro ponto que merece destaque é a participação feminina. “O percentual de parlamentares mulheres na disputa em relação ao de mulheres no Parlamento pode indicar nova tendência. Isso é muito bom, pois ainda há uma sub-representação feminina”, avalia Reis. “Há uma mudança clara no envolvimento das mulheres”, acrescenta Nunes.

O cientista político da UFMG, por sua vez, destaca que há um padrão interessante na questão partidária.

“O PT foi o partido que mais perdeu em 2016, e uma das estratégias da cúpula este ano é reconstruir e reposicionar sua imagem perante o seu eleitorado. Por isso, a importância de pegar seus parlamentares e montar uma estrutura para eles disputarem as eleições municipais. Os prefeitos têm buscado se candidatar com menor custo de imagem possível e, com isso, acabam fugindo para partidos menores”, pontua.

Fonte: JL/Metrópoles
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
31/10/20, 20:21 | POLÍTICA - Nova pesquisa confirma liderança de Manuela D’Ávila para a prefeitura de Porto Alegre
31/10/20, 20:18 | REAÇÃO - Guerra contra vacina chinesa faz Bolsonaro perder apoio nas redes
30/10/20, 22:52 | INTERNACIONAL - Apoio a Trump é menor em locais com mais vítimas fatais da covid-19, indica estudo
30/10/20, 22:40 | JUDICIÁRIO - Desembargadora do Rio é condenada a indenizar família de Marielle Franco
30/10/20, 22:29 | ESPORTE - Maradona faz 60 anos e é homenageado por figuras do esporte e da política
30/10/20, 22:24 | PANDEMIA - Dez capitais apresentam sinais de crescimento de covid-19, diz Fiocruz
30/10/20, 22:02 | POLÍTICA - Juiz de Luzilândia proíbe Ronaldo Gomes e Fernanda Marques de realizarem aglomerações públicas
29/10/20, 21:00 | PESQUISA - 56% acham que vacina contra a covid-19 deve ser obrigatória; 36% são contra
29/10/20, 17:12 | POLÍTICA - Decreto de Bolsonaro foi ‘ameaça real ao SUS’, adverte ex-diretor da Anvisa
29/10/20, 17:00 | INTERNACIONAL - A cinco dias da eleição, protestos antirracistas eclodem nos EUA após nova morte
29/10/20, 16:55 | ECONOMIA - Efeito Bolsonaro: Preço da carne dispara e some do prato do brasileiro
29/10/20, 16:50 | POLÍTICA - “Agora virei boiola igual maranhense?”, diz Bolsonaro ao tomar refrigerante rosa
29/10/20, 16:47 | POLÍTICA - Aumenta participação de mulheres na agricultura familiar
29/10/20, 16:43 | PALESTRA - Pandemia mostrou que o Judiciário pode mudar, diz ministra
28/10/20, 21:38 | POLÍTICA - Bolsonaro anuncia revogação de decreto para concessão das UBS
28/10/20, 21:32 | POLÍTICA - Antecipação do BPC e do auxílio-doença é prorrogada até 30 de novembro
28/10/20, 21:28 | POLÍTICA - TSE lança guia de segurança para candidaturas de mulheres
28/10/20, 21:24 | POLÍTICA - TSE recebe mais de mil denúncias de disparo em massa no WhatsApp
28/10/20, 05:08 | POLÍTICA - Moro diz que, no governo Bolsonaro, só ele queria 2a instância
28/10/20, 05:05 | POLÍTICA - Moro acusa Bolsonaro de retrocesso no combate à corrupção
28/10/20, 04:36 | PANDEMIA - Conselho cria portal para homenagear 375 médicos que morreram de covid durante a pandemia
27/10/20, 21:16 | POLÍTICA - Bolsonaro faz piada homofóbica e ataca governadores Doria e Dino
27/10/20, 21:06 | PANDEMIA - Viajar de avião pode ser mais seguro do que ir a restaurante, diz estudo de Harvard
27/10/20, 21:01 | POLÍTICA - Eleições 2020: TSE aprova envio de forças federais para sete estados
27/10/20, 19:24 | SAÚDE PÚBLICA - Usuários frequentes do SUS avaliam melhor os serviços de Atenção Primária à Saúde
27/10/20, 16:31 | POLÍTICA - Mais de 80% dos vereadores tentam se eleger novamente em 2020
27/10/20, 16:27 | INCÊNDIO - Pacientes relatam choro, correria e tensão em hospital que pegou fogo
27/10/20, 15:56 | INTERNACIONAL - Trump e Bolsonaro ‘desmontaram’ combate à covid-19 na América Latina, diz ‘New York Times’
27/10/20, 15:35 | POLÍTICA - João Santana: Lava Jato foi ‘o melhor esquema político de marketing já montado no Brasil’
27/10/20, 15:32 | POLÍTICA - Presidente do TSE defende maior participação feminina na política
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site