CBN - A rádio que toca notícia

POLÍTICA

Congressistas têm pior resultado em eleições municipais

O desempenho dos congressistas confirmou a tendência do eleitor de buscar “segurança” em 2020. Dos nove parlamentares eleitos a prefeituras, sete já estão pelo menos no segundo mandato de deputado federal, sendo que três são ex-prefeitos e outros três já haviam disputado a prefeitura – ou seja, eram nomes conhecidos do eleitorado

01/12/20, 10:54

Nunca antes tão poucos congressistas disputaram as eleições municipais – e nunca antes o número de vitoriosos entre eles foi tão baixo. Dos 67 deputados e dois senadores que foram à urnas em 2020, apenas 12 (17,3%) foram eleitos – sendo 9 prefeitos e 3 vice-prefeitos.

Paradoxalmente, aumentou o número de parlamentares federais que conquistaram capitais. João Campos (PSB), no Recife (PE); Edmilson Rodrigues (Psol), em Belém (PA); Eduardo Braide (Podemos), em São Luís (MA); e João Henrique Caldas (PSB), em Maceió (AL). Em 2016 apenas Nelson Marchezan Jr. (PSDB) havia vencido em uma capital, Porto Alegre (RS).

Lançar congressistas à disputa municipal sempre foi considerada uma estratégia boa e de baixo risco pelos partidos – afinal, quem perde tem direito de voltar à cadeira que já ocupava. Mas vem dando cada vez menos certo, como mostra levantamento feito pelo Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap). Em 1996, um a cada três parlamentares federais que resolveu ir para o pleito municipal (33,8%) teve sucesso. Este percentual variou ao longo dos anos, mas esta é a primeira vez em que a taxa de sucesso está abaixo de 20% dos postulantes.

O desempenho dos congressistas confirmou a tendência do eleitor de buscar “segurança” em 2020. Dos nove parlamentares eleitos a prefeituras, sete já estão pelo menos no segundo mandato de deputado federal, sendo que três são ex-prefeitos e outros três já haviam disputado a prefeitura – ou seja, eram nomes conhecidos do eleitorado.

Os únicos dois novatos na Câmara que foram bem sucedidos na disputa municipal são, na verdade, filhos de políticos consagrados. João Campos (PSB), eleito no Recife (PE), é o primogênito de Eduardo Campos, governador pernambucano morto em 2014.

Outro ex-governador e pai de candidato é Anthony Garotinho, cujo filho, Wladimir Garotinho (PSD) foi eleito em Campos dos Goytacazes (RJ). A candidatura, contudo, está “sub judice”. O vice de Wladimir, Frederico Paes (MDB), teve sua candidatura impugnada por irregularidades no prazo de desincompatibilização. Se a decisão for confirmada, pode custar a cassação também de Wladimir Garotinho e a cidade terá de realizar novas eleições para prefeito.

Para o analista político Neuriberg Dias, “quem tentou ler esta eleição de 2020 como se fosse 2018, se deu mal. Com a pandemia, cenário incerto o eleitor foi em quem conhecia”, aponta. Dos 57 deputados e senadores novatos que tentaram usar o Congresso como “trampolim” para a eleição municipal, 35 foram derrotados – 28 já no primeiro turno.

Um exemplo desse fracasso foi o PSL, em que sete deputados disputaram as prefeituras. Um teve a candidatura impugnada e seis perderam ainda no primeiro turno – caso, por exemplo, de Joice Hasselmann, eleita deputada federal em 2018 com mais de 1 milhão de votos em São Paulo, sendo 289,4 mil só na capital. Agora, fez 98,3 mil votos como candidata a prefeita, ou 1,84% dos votos válidos.

“Foi uma eleição de garantir espaços no âmbito local. O ambiente da pandemia, sem campanha na rua, exigiu candidatos mais conhecidos. Isso ajudou na eleição de figuras fáceis, ex-prefeitos, ou outros que já foram candidatos várias vezes”, avalia Dias. “Foi uma estratégia dos partidos priorizar candidaturas competitivas, visando tanto puxar votos para as Câmaras locais. Tudo isso entra no cálculo para 2022”.

Também decepcionante foi o desempenho dos dois senadores que se candidataram a prefeito. Mesmo tendo assumido a cadeira apenas em 2019, por ocasião da eleição da então senadora Fátima Bezerra ao governo do Rio Grande do Norte, Jean-Paul Prates (PT) decidiu concorrer à Prefeitura de Natal. Sob o nome de “Senador Jean”, fez 14,3% e viu o atual prefeito, Álvaro Dias (PSDB), vencer o pleito ainda no primeiro turno.

Já Vanderlan Cardoso (PSD) disputou em Goiânia (GO), mas foi superado no segundo turno por Maguito Vilela (MDB), que praticamente não fez campanha, por estar internado desde outubro por complicações com a covid-19.

Valor Econômico

Fonte: JL
TODAS AS NOTÍCIAS DO PORTAL
20/01/21, 20:02 | PANDEMIA - Covid-19: Brasil registra 1.340 mortes nas últimas 24h, maior número em 5 meses
20/01/21, 17:00 | INTERNACIONAL - Ex-presidentes, Obama, Bush e Clinton comparecem à posse de Joe Biden
20/01/21, 16:57 | POLÍTICA - Aliados de Bolsonaro dizem que falta de vacina cairá na conta dele
20/01/21, 16:55 | INTERNACIONAL - Biden vai interromper obras do “muro da vergonha” no México
20/01/21, 16:29 | PANDEMIA - Não há escassez de oxigênio no Pará, diz governador Helder Barbalho
20/01/21, 16:23 | JUDICIÁRIO - Lewandowski dá 72 horas para Anvisa informar sobre análise da Sputnik
20/01/21, 16:21 | PANDEMIA - STJ dá 48h para autoridades do Amazonas se explicarem sobre oxigênio
20/01/21, 16:12 | INTERNACIONAL - Joe Biden toma posse como 46º presidente dos Estados Unidos
20/01/21, 06:55 | PANDEMIA - Pacientes de Manaus fogem de hospital e pedem para “morrer em casa”
19/01/21, 15:13 | PANDEMIA - Mais Médicos vai contratar 72 profissionais para atuar em Manaus
19/01/21, 15:07 | PANDEMIA - Vacinação contra a covid-19 já teve início em quase todo o país
19/01/21, 14:49 | CHUVAS - Governo federal reconhece situação de emergência em 9 municípios
19/01/21, 11:32 | PANDEMIA - Teresina irá imunizar mais de 11 mil pessoas nesta primeira fase
19/01/21, 11:09 | PANDEMIA - Rússia anuncia que sua segunda vacina contra o coronavírus é 100% eficaz
19/01/21, 11:02 | PANDEMIA - Jornal Nacional desmente Pazuello e exibe live em que ministro defende “tratamento precoce”
19/01/21, 10:54 | PANDEMIA - Por falhas de logística, Pazuello deixa 11 estados sem vacina no primeiro dia de imunização
19/01/21, 10:32 | PANDEMIA - “Nova Covid” está mais grave, letal e rápida entre jovens, afirmam médicos do AM
18/01/21, 15:01 | POLÍTICA - Ex-presidente do STF, Ayres Britto defende impeachment de Bolsonaro
18/01/21, 14:52 | PANDEMIA - Após Manaus, cidades do Pará também entram em colapso por falta de oxigênio
18/01/21, 14:29 | PANDEMIA - Site do governo de SP registra 500 mil pessoas pré-cadastradas para vacina
18/01/21, 14:26 | PANDEMIA - Governo Bolsonaro sabia de colapso na saúde em Manaus 10 dias antes de faltar oxigênio
18/01/21, 14:22 | PESQUISA - XP-Ipespe: avaliação de ruim e péssimo de Bolsonaro salta de 35% para 40%
18/01/21, 13:50 | PANDEMIA - Cientistas brasileiros travam guerra contra a desinformação bolsonarista por vacinação
17/01/21, 18:56 | PANDEMIA - Primeira vacinada no Brasil, enfermeira negra tem comodidades e é corintiana
17/01/21, 18:49 | POLÍTICA - Manifestantes inflam boneco de Bolsonaro com sangue nas mãos em frente à sede da Anvisa
17/01/21, 18:46 | POLÍTICA - Vice-governadora do Piauí pede apoio à FAO para ações do PRO Social no Piauí
17/01/21, 18:42 | PANDEMIA - Wellington quer antecipação de reunião com ministro da Saúde e defende vacinação imediata em todo o Brasil
17/01/21, 15:14 | EMERGÊNCIA - ANVISA APROVA VACINAS
17/01/21, 15:09 | PANDEMIA - Morre ex-ministro do STJ que foi à posse de Fux e depois contraiu covid
17/01/21, 09:38 | PANDEMIA - Bolsonaro ignorou alerta sobre crise em Manaus
« Anterior 1 - 30 | 31 - 60 | 61 - 90 | 91 - 120 | 121 - 150 | 151 - 180 | 181 - 210 | 211 - 240 | 241 - 270 | 271 - 300 Próximo »
JORNAL LUZILANDIA - O Futuro Começa Aqui
Copyright 2003 - Todos os direitos reservados
SITE FILIADO À LITIS CONSULT - REPRESENTAÇÕES COMERCIAIS
CNPJ nº 35.147.883/0001-41 / CCN Comunicação.com Nordeste
Jornalista Renato Araribóia de Britto Bacellar - Homenagem Especial
Luzilândia - Teresina - Piaui - Brasil
CEP:64049-600 - Rua Lemos Cunha, 1544 - Ininga- Teresina-PI
Telefones: (86) 8804.2526 - 8100.6100
jornalluzilandia@hotmail.com | jornalluzilandia@gmail.com
création de site